Palestras e minicursos ampliam conhecimento dos participantes

A programação oficial da décima edição do Simpósio de Ciência, Inovação e Tecnologia do Campus Rio Pomba tentou contemplar as expectativas dos variados públicos da instituição. Para isto, disponibilizou espaço tanto para a apresentação de trabalhos dos alunos como para que eles pudessem ampliar seus conhecimentos. Foram realizadas duas palestras, além de minicursos sobre redação científica, produção de boneca Abayomi, testes estatísticos para associação de variáveis utilizando o software R, Plataforma Brasil, currículo Lattes e ferramentas gráficas para trabalhos científicos.

O evento, realizado nos dias 16 e 17 de outubro, se mostrou diferenciado por ter duas aberturas oficiais: uma para os alunos dos cursos em horário integral e outra para os das turmas noturnas. De acordo com a organização do evento, o objetivo foi integrar todos os discentes ao Simpósio. Ambas apresentações contaram com a participação do projeto Música no Campus. Os integrantes do Coral Vozes do Vale entoaram músicas da MPB, consagradas nas vozes de Marisa Monte, Sandra de Sá, Zé Ramalho, Alcione, Jota Quest e Legião Urbana.

A mesa oficial foi composta pelo diretor-geral em exercício, João Paulo Campolina Lamas, o diretor de Pesquisa e Pós-Graduação, Rafael Monteiro Araújo Teixeira, a gerente de Pesquisa e Pós-Graduação, Wellingta Cristina Benevenuto, e a assessora do Núcleo de Inovação e Transferência de Tecnologia, Larissa Mattos Trevizano.

Palestras

Na manhã do dia 16, após a abertura oficial, o supervisor do Arquivo Histórico de Juiz de Fora, Antônio Henrique Duarte Lacerda, falou sobre sua pesquisa sobre a importância da produção de queijo para o desenvolvimento da Zona da Mata mineira. Ele lembrou que nos séculos XVIII e XIX, o produto já aparecia como um dos itens da base da economia da região, tendo registro de exportação para Guiné, Portugal, Alemanha e Estados Unidos.

Já na palestra da noite, foi a vez de o ouvidor geral do IF Sudeste MG e professor do Campus Rio Pomba, Paulo Jabur Abdalla, mobilizar os estudantes em torno do tema motivação. “Somos movidos pelo impulso. A motivação tem que nos levar para cima”. Baseando-se na teoria da 4ª Revolução Industrial de Klaus Shwab, ele mostrou como a tecnologia tem influenciado no cotidiano da sociedade, inclusive nas mudanças das profissões. Mas fez questão de ressaltar que, por trás de toda evolução, o principal ainda é o homem. “Há valores que não podem ruir, há vidas, índole, coração, alma”.

- Veja mais fotos no álbum

Leia também:

Simpósio coroa incentivo à pesquisa em Rio Pomba

Evento contou com mais de 150 trabalhos

Assessoria de Comunicação
Campus Rio Pomba
Foto: Franz Mosqueira
23/10/2018