Artigo de professora do Campus estuda impacto do Programa Mulheres Mil

A pesquisa de mestrado da professora do Campus Rio Pomba, Nilva Celestina do Carmo, resultou em um artigo publicado na revista científica Journal of Education & Social Policy (EUA). Durante o texto, ela discorreu sobre o Programa Mulheres Mil e a importância da vinculação dele ao Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec). “Os resultados mostraram que a conexão do Programa Mulheres Mil ao Pronatec foi significativo pela absorção das mulheres mais vulneráveis”, concluiu.

Para desenvolver o artigo, ela utilizou dados dos questionários “Perfil socioeconômico” e “Avaliação das mulheres” das integrantes do projeto desenvolvido no Campus Barbacena. Os primeiros dados, referentes ao período de 2011 a 2013, diz respeito ao momento em que o Programa Mulheres Mil era independente. O segundo, que compreende os anos de 2014 e 2015, mostra os resultados da vinculação ao Pronatec.

Apesar do avanço na absorção das mulheres mais vulneráveis no mercado de trabalho, ela ressalta que “a entrada (…) é independente do processo de gestão, mas o nível de educação e renda familiar interferem no aumento das capacidades e oportunidades sociais”.

O projeto de mestrado que deu origem ao artigo está sendo desenvolvido em Economia Doméstica na Universidade Federal de Viçosa. O trabalho “Construção e alcances do Programa Mulheres Mil: funcionamento, fluxo político, controle de violência e bem-estar subjetivo” analisa dados das duas unidades do IF Sudeste MG que desenvolveu ações deste programa: Barbacena e Santos Dumont.

- Conheça o artigo

Assessoria de Comunicação
Campus Rio Pomba
02/07/2018